Tag Archives: criatividade

O Menino que Carregava Água na Peneira

15 Mar
Imagem
 
Gente, hoje recebi uma notícia boa, mas assim como a supertição de grávida – só compartilho com o “mundo” quando rolar de verdade.
 
Recebi essa poesia de uma tia (jovem) que mora longe, era de ontem, dia da poesia.
 
Mas é tudo que faz meu coração vibrar: poesia, vazio, palavras
 
O Menino que Carregava Água na Peneira
Manuel de Barros
 
Tenho um livro sobre águas e meninos.
Gostei mais de um menino
que carregava água na peneira.

 

A mãe disse que carregar água na peneira
era o mesmo que roubar um vento e
sair correndo com ele para mostrar aos irmãos.

 

A mãe disse que era o mesmo
que catar espinhos na água.
O mesmo que criar peixes no bolso.

 

O menino era ligado em despropósitos.
Quis montar os alicerces
de uma casa sobre orvalhos.

 

A mãe reparou que o menino
gostava mais do vazio, do que do cheio.
Falava que vazios são maiores e até infinitos.

 

Com o tempo aquele menino
que era cismado e esquisito,
porque gostava de carregar água na peneira.

 

Com o tempo descobriu que
escrever seria o mesmo
que carregar água na peneira.

 

No escrever o menino viu
que era capaz de ser noviça,
monge ou mendigo ao mesmo tempo.

 

O menino aprendeu a usar as palavras.
Viu que podia fazer peraltagens com as palavras.
E começou a fazer peraltagens.

 

Foi capaz de modificar a tarde botando uma chuva nela.
O menino fazia prodígios.
Até fez uma pedra dar flor.

 

A mãe reparava o menino com ternura.
A mãe falou: Meu filho você vai ser poeta!
Você vai carregar água na peneira a vida toda.

 

Você vai encher os vazios
com as suas peraltagens,
e algumas pessoas vão te amar por seus despropósitos!
……………………………………………………………..
Anúncios

Ler devia ser proibido

21 Set

Incentivo à leitura é uma coisa que já tá do lado de dentro de gente que trabalha com biblioteca.

É a vontade que outros tomem posse do bem mais público e democrático que existe – o conhecimento humano – é o lado que mais me encanta na biblioteconomia.

– – – – – –  – – – – – – – – – – – – – – – — – – – – –  — – – – –  – – – – – – —

Campanha de incentivo à leitura idealizada e produzida por alunos da Universidade de Salvador:

– – – – – –  – – – – – – – – – – – – – – – — – – – – –  — – – – –  – – – – – – —

“Há aqueles que não podem imaginar um mundo sem pássaros;

há aqueles que não podem imaginar um mundo sem água;

ao que me refere, sou incapaz de imaginar um mundo sem livros.”

. Jorge Luis Borges .

– – – – – –  – – – – – – – – – – – – – – – — – – – – –  — – – – –  – – – – – – — – – – – – –

Essa campanha dos alunos de salvador me fez lembrar de uma das primeiras – e das mais relevantes importantes – coisas que eu vi como estudante de Biblioteconomia na ECA – a adaptação da ficção de Ray BradburyFahrenheit 451, o certo seria eu ler o livro também…mas fica a dica pro filme, que é muito bom ;D

– – – – – –  – – – – – – – – – – – – – – – — – – – – –  — – – – –  – – – – – – — – – – –

“Eu achara minha religião: nada me pareceu mais importante do que um livro.

Na biblioteca, eu via um templo”

. Jean Paul Sartre .

Da autobiografia do Sartre – “As palavras” – obra genial e deliciosa…assim que a li, a escolhi pra ser o prefácio do meu tcc. Fiquei encantada com o modo como ele descreve como nasceu nele o amor pelos livros, pela leitura.

– – – – – –  – – – – – – – – – – – – – – – — – – – – –  — – – – –  – – – – – – — – – – – – – –

Ps

-Não coloquei link pro meu tcc mesmo…quer mesmo ver…está no rabci…cuidado! Documento altamente técnico-acadêmico 😉

– Fiquei um bom tempo procurando um vídeo gringo de incentivo a leitura que vi uma vez…muito fofo, duas crianças trocando bilhete durante uma aula na escola…não achei =/, nisso descobri q é impossível pesquisar nos próprios tuites…assim que descobrir #comofaz eu posto ele aqui! –

– Essa semana a @tuka_roberta postou “Livros” com vídeos bem legais com essa mesma temática (confesso que não vi todos ainda :P)

Bruce Lee

13 Set

Esse é meu primeiro post sobre um cara mais que interessante

“Tenha ‘Nenhum Caminho’
como caminho.

e ‘Nenhuma Limitação’
como limitação.”

(Bruce Lee)

Bruce lee pra mim era só mais um nome até pouco tempo atrás. Não tenho vergonha da minha ignorância…ela nunca vai sair de perto de mim…me acompanha em qualquer momento e lugar, e foi exatamente com o BRUCE LEE que descobri que ela não é nociva. (“Os que não sabem que caminham na escuridão, jamais verão a luz.”

Depois que comecei o kungfu, me interessei também pela cultura oriental e conhecimento dos ninjas artistas marciais, até que peguei na biblioteca o livro “Aforismos”*.

A ansiedade é tão grave em mim que escrevendo esse post eu nem sabia direito em qual parágrafo me concentrar, estou sem o livro e sem as anotações – é tudo da minha cabeça – vou pro google e (…) mas no livro ele fala que a ansiedade vem porque não vivemos o presente, se o vivermos não há motivo para ansiedade…o tempo para ação é o presente, isento de ansiedade.

Eu tenho a foto dessa frase a um tempo, a vi navegando por ae…salvei e pronto…nem sabia de quem era.

“Quando o dedo aponta para a lua, não se concentre no dedo, ou você vai perder toda a glória celestial.”

Em “Aforismos” eu vi novamente a frase e a explicação dela…é uma máxima sobre a concentração. Tenho problemas sérios com concentração, desde pequena, ficava viajando na sala de aula, ganhava e perdia muita coisa com isso…mas acho que o prejuízo é no fim das contas sempre maior…

No meu primeiro campeonato de kungfu eu vi o quanto isso me prejudicava…o quanto mal eu fui, mesmo tendo treinado, Bruce (e muita gente) diz que aprendemos mais com os erros…e talvez um dia eu veja assim meu fracasso daquele dia…

Esse é um daqueles poucos que abrem a mente, estendem os horizontes…o primeiro conceito que me chamou atenção foi do “vazio“… é no vazio que as coisas acontecem, que é possível criar. Todo o potencial da criatividade reside no vazio…uma folha em branco deixou de ser sacrifício, ganhou outra forma e significado…Conversando com um instrutor e mestre meu de kungfu certo dia sobre isso…ele falou – “mas é mesmo…olhe aqueles alunos treinando, o que eles usam é o vazio, o espaço vazio na sala”…sim o vazio, o nada é o único lugar onde podemos aprender.

“Empty your mind, be formless, shapeless, like water. Now you put water into a cup, it becomes the cup. You put water into a bottle it becomes the bottle. You put it into a teapot it becomes the teapot. Now, water can flow, or it can crash. Be water, my friend…”
(Bruce Lee)

Eis que mesmo antes de acabar o livro a ansiedade tamanho do mundo toma novamente conta de mim, tanto que protelei ao máximo a devolução do mesmo na Mário e já estava quase comprando um só pra mim pela internet, mas na porta da biblioteca, minutos antes de devolver meu tesouro recém-encontrado…fui lendo umas últimas frases e eis que Bruce diz mais uma vez que não devemos nos prender à nada…“depois de usar uma barca para atravessar o rio, não tente carregá-la nas costas, siga em frente”.

Eu mudei o nome do blog – intuição criativa – e tirei isso do livro também…do chamado “Wu wei”, da força natural, mas isso já é assunto que merece post exclusivo! Gostei muito desse texto  A Arte da Arte Marcial e os Sentimentos Corporais do blog da tskf que fala exatamente sobre.

* LEE, Bruce. Aforismos. John Little (Org.). Conrad: São Paulo, 2007.

tesourinho que pode ser encontrado pra comprar pela net mas também está lá na Biblioteca Mário Andrade, no Anhangabaú, centro de São Paulo.

——————————————————————————————————————————————————————

Post do Post (atualizado 15.10.10)

Estou mantendo um tumblr só com fotos e frases do Bruce Lee…quem quiser segue lá.

http://bruceleefacts.tumblr.com/

——————————————————————————————————————————————————————

(atualizado 17.12.10)

Gente, criei um Twitter -> http://twitter.com/#!/bruceleebr

%d bloggers like this: