Sobre heróis

6 Dez

quando eu era pequena [ de idade, não no tamanho] costumávamos viajar muito, meu pai trabalhava no banco e mudávamos muito de cidade. sempre íamos visitar minha avó, era uma viagem, e uma aventura que eu amava.

meus irmãos eram pequenos, e quem ia no banco da frente do carro com o meu pai era eu.  aquilo fazia eu me sentir grande.

e era tanta coisa, tanta vida que passava e vivia naquele banco da frente tão amado…
desde incontáveis e intermináveis perguntas sobre tudo e com todos os porquês adjacentes. e ele respondia todas, inventava muitas delas, colocava mais cor na realidade… e ser feliz parecia natural e fácil demais.
meu pai era meu herói e o senhor de todo o conhecimento do mundo, eu achava que ele sabia do que eram todas as árvores do mundo e de que pássaro eram todo os cantos de passáros do mundo.

às vezes meu pai apagava todos os faróis só pra gente ver a infinidade de estrelas no céu, era a coisa mais linda do mundo… e a gente via até mesmo estrela cadente, e naquela época eu não tinha muito o que pedir –  tinha que fazer um desejo mas a verdade é que eu tinha tudo, não tinha o que pedir [ que meu pai e minha mãe vivessem pra sempre, talvez].

grande parte do tempo de viagem era de silêncio também, e era o silêncio menos solitário de todos que já vivi na minha vida. estar ali, no banco da frente, vendo a estrada e ouvindo as músicas do meu pai eram os momentos mais felizes que já passei na vida
a gente ouvia muita música que eu não entendia a letra, mas gostava,  na verdade o que eu gostava mesmo era de estar ali…

até hoje, pai, quando eu escuto essas músicas eu lembro do presente que o senhor me deu a cada minuto que passei naquele banco da frente.

 

 

um grande beijo pai! pq eu acho que herói é aquele que está de verdade ao nosso lado, são esses que valem a pena😉

 

4 Respostas to “Sobre heróis”

  1. antonio macedo Dezembro 12, 2011 às 9:22 am #

    Heroi, nem tanto…… Apenas um homem que sempre seguiu os bons costumes e a moralidade de uma família que sempre viveu unida.

    Apesar de perder meus País antes de formar minha família, consegui dexar de herança, o que aprendi em pouco tempo, e que não se perde nem se toma nunca (conhecimento e bons costumes).

    E olha, que quase joguei tudo isso fora. Agora eu confesso, devo a vc minha filha, pela insistencia em não perder esse pequenos momentos de felicidades,

    Esses momentos, para mim, não era de grande importância, mas não via que ao meu lado, alguem estava aprendendo tudo e guardando tudo aquilo para sempre.

    Nem minha filmadora que tando usei, não registrou isso, mas ficou gravado para sempre.

    Nesses tempos tão agitado e corrido, quando alguém traz esse simples recordação, nasce na gente a certeza que fez tudo aquilo que era uma obrigação de Pai,, apenas isso.

    Obrigado minha filha, por tudo, principalmente pela sua insistencia, pois nos momentos de de fraqueza minha, vc e sua irmâ, não desistiram de manter unido o que nunca deveria se separar. Pois sem isso não se conseguiria resgatar esses pequenos momentos de alegria e conhecimento.

    Que Jesus nasça todo ano para voce, sua irmã. seu irmão e minha querida esposa “Edna.”, para que juntos possamos enfretar tudo que há vir.

    Beijos a tdos; Papai e Esposo – Toninho

  2. Bruna Macedo Dezembro 16, 2011 às 7:23 am #

    E hoje acordei e lembrei de como voces são exatamente tudo pra mim!
    Não existe meia medida, é por, com, e para voces tudo o que sonho, imagino e busco.

    Ainda não sei o motivo de um laço tão forte, só sei que nem por um minuto me desligo de vocês,
    Cada um me completa, me torna uma pessoa melhor a cada dia,
    um abraço, um sorriso de voces pra mim , sem qualquer tipo de meia verdade, e a melhor coisa que existe pra mim.

    Agradeço por ter nascido ao lado de voces, agradeço por passar meu dias rodeada por um Pai , uma Mãe, uma Irmã e um Irmão, que pra mim são perfeitos,

    Nada , nem o tempo ou a distancia, vai me fazer ficar longe …
    Cada dia com voces é o melhor dia do ano.

    Mas, ainda peço pra voces 4 uma coisa, ahhh adoro pedirr ( além de tah com fome uhahua)
    deixe as coisas mais mundanas de lado, ignore problemas, quando acha que nao tem saida ligue, pertube, abrace um de nós,
    ultimamente acho que andamos valorizando coisas e problema que nao valem a pena
    O importante é que construimos e temos a família mais linda do universo!

    Amo voce, Pai
    Amo voce, Mae
    Amo voce Paula
    Amo voce Mateus
    ( e as filhotas tb)

    ( ps: acordei sensivel auhah)

  3. Raphaela Dezembro 16, 2011 às 5:14 pm #

    Nossa vc me fazem até chorar,rs
    Que lindo todo esse amor, é muito bom ler e saber que ainda existem famílias (como as nossas) que se amam e se apoiam sempre!

    Saudades da noss infância. Saudade de vcs! Apareçam aqui!!!:)

Trackbacks/Pingbacks

  1. Sobre heróis II | Intuição Criativa - Novembro 13, 2015

    […] Já escrevi sobre heróis, sobre meu pai por aqui. E foi um presente reler, especialmente porque ele havia comentado e eu nem me lembrava mais. […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: